A praia do Rosa

Sabe aqueles lugares que você sempre quis ir, mas nunca conseguiu, por uma razão ou por outra? E eles vão crescendo no seu imaginário, até que você resolva parar tudo e ir. Eu ouço falar sobre a praia do Rosa desde a adolescência. Tinha chegado até bem perto, mas nunca tinha conseguido visitá-la.

Dessa vez, surgiu a oportunidade, e resolvemos emendar a praia do Rosa e um pouco do litoral sul de Santa Catarina à semana em Floripa. Nenhuma decisão poderia ter sido mais acertada.

A praia é muito alto astral, daqueles lugares escondidinhos no litoral brasileiro, de relativo difícil acesso, onde os surfistas, os malucos e os descolados se encontram para festejar a entrada do verão. A época era a ideal, dezembro, antes do Natal, calorão, mas ainda sem muvuca.

Ficamos na pousada Rêmora, no alto do morro. A pousada é deliciosa, confortável e com essa vista:

Imagem

Valeu super a pena acordar para ver esse por do sol. A Praia é longe, o que é uma desvantagem, mas de carro, chega-se em 5 minutos. A pé, a caminhada é boa morro abaixo, mas a volta, morro acima, nem quis arriscar.

Imagem

Vista da pousada

Imagem

Curtindo o visual depois de um dia cansativo de praia

Imagem

A Praia do Rosa, meio

Imagem

A noite, rola um super agito, mas vou falar sobre os restaurantes em outro post. É fundamental estar de carro também para se conhecer as outras praias da região que são (quase) tão lindas como o Rosa.

Fomos até a Lagoa de Ibiraquera, enorme, que tem um braço pro mar. Bonita, mas um pouco farofenta no domingo. É bem perto do Rosa, cerca de 20 minutos de carro, sem pegar a BR. Basta ir contornando a lagoa até chegar à barra.

Imagem

As margens da Lagoa, pré tempestade.

Imagem

A Lagoa de Ibiraquera

Outros dois passeios legais que fizémos foi Garopaba e Ferrugem. Garopaba fora de temporada parece um daqueles vilarejos de pescadores parados no tempo, mas fica muito cheia de janeiro ao Carnaval, segundo fui informada. Em Garopaba fica a famosa fábrica da Mormaii, que é a principal marca de surfe brasileira. A fábrica é enorme, na estrada e a maior loja fica na cidade. E dá emprego para muitos dos habitantes locais.

Imagem

Garopaba

Imagem

Mais Garopaba

E por fim, vale visitar a Ferrugem, uma das praias mais famosas para surfe no Brasil. É bonita, bem cuidada e alto astral. Aliás, as praias de Santa Catarina que visitamos, eram todas limpas e cuidadas pelas associações de moradores locais e surfistas. Grande lição para outros locais do nosso lindo litoral, que merecem ser melhor cuidados.

Imagem

Ferrugem

Imagem

Canto esquerdo, Ferrugem

About these ads

Tags:

About Paula Bicudo

Sou apaixonada por viagens!

16 responses to “A praia do Rosa”

  1. Mô Gribel says :

    Paula,

    A Mormaii é uma lenda em SC. Dizem que é maravilhoso trabalhar lá, é quase um Google pé na areia, sabe?
    Muito bacana seu post!

    Beijo!

  2. CarlaZ says :

    A praia do Rosa também me lembra a adolescência. O povo ia passar Reveillon, Carnaval e até férias inteiras no “sul” e Rosa era um dos nominhos que escutava.
    Até já passei um dia por lá, na praia, foi bem legal.
    Quando vc estava tuitando da viagem peseim hummm pode ser uma boa voltar…
    E que bom que voltou a blogar, Paula! Animou!
    Bjos

    • Paula Bicudo says :

      Eu adorei. E não é só pra adolescentes e gente jovem não. Gente como eu e você, que curte praia e um turismo mais confortável, vai encontrar excelentes opções de hospedagem e restaurantes de ótimi nível, além das lindíssimas praias de agua fria, claro.

      Enviado via iPhone

  3. Luciana says :

    Floripa é uma maravilha! Boas dicas!

  4. Luciana Betenson says :

    Também nunca fui, e estas praias de Santa Catarina povoam meu imaginário desde a adolescência. Que fotos lindas, Paula!

  5. Bóia Paulista says :

    Oi, Paula. Tudo bem?
    Seu post foi selecionado para a #Viajosfera, do Viaje na Viagem.
    Dá uma olhada em http://www.viajenaviagem.com

    beijos,
    Bóia Paulista

  6. Gustavo - Viajar e Pensar says :

    Oi Paula,

    A Praia do Rosa é o típico lugar difícil e fácil de falar.
    Difícil para não estragar, encher ou ser destruída.
    Fácil por sua belezas, e hoje com vários restaurantes e pousadas ficou melhor ainda.
    Frequento o Rosa a mais de 20 anos, e ainda bem que alma e o estilo Natural da praia está mantido.
    Beijão!!

    @GusBelli

  7. Mari Campos says :

    Lindíssima a foto do por-do-sol!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 34 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: